You are currently browsing the monthly archive for Julho 2012.

(Clica e aguarda a música começar…)

Quando chove a saudade de você é maior, é como se o céu chorasse a distância entre nós dois. É quando eu imagino teu cheiro, aqui pertinho de mim, do meu lado. Pra me chamar de chato e dizer que não sei brincar, e eu insistiria até fazer você sorrir. Pra que a gente fingisse que poderíamos driblar os km que nos separam na hora em que tua voz chega aos meus ouvidos, sedentos de nós.  De como você se faz presente na tua ausência, do calor teu que meu tato desconhece. Tuas cores e sabores. O universo de nós blindando a existência de um mundo exterior amaldiçoando a relatividade do tempo. Dentro de você tenho certeza que cabe um eu com uma exatidão que parece ter sido feito sob medida. Olho pela janela do meu coração, ainda chove, é inverno, mas, quem sabe o verão do teu não pode clarear o tempo na estação certa da minha vida?

Pior que eu nem gosto da Gadu, mas, tenho que admitir…

Anúncios

A multidão serve como uma incrível ironia, porque em cada um de nós cabe um universo e numa multidão as pessoas tendem a perder seu brilho, misturadas ficam todas iguais e invisíveis. Existem também as pessoas que se destacam dentre todas, seja por qual motivo for, se recusam a mesmice monótona da aceitação de se enquadrar na multidão. Não estou falando dos que se mutilam pra chamar a atenção, estou falando de você! Da sua simplicidade e do seu sorriso aberto, da sua coragem de lutar pelos seus sonhos. De se recusar o anonimato, sabendo que estará sempre cercada de olhos inquisidores e frustrados. Sabe essa fagulha que brota do teu coração? É o que faz de você única e insubstituível e isso te faz o artefato mais raro da terra.

Se não tiver medo de ser você vai voar mais alto do que jamais sonhou, só não tenha medo de ser grande….

Calendário

Julho 2012
D S T Q Q S S
« Maio   Set »
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  

Arquivos